A Pliometria é um tipo de exercício físico que tem como objetivo o uso máximo dos músculos em movimentos de explosão e bem rápidos.

Ela tem como base a exploração destas áreas do corpo em sequências de contrações concêntricas e excêntricas, na busca por otimização.

Alguns educadores físicos e profissionais de Fisioterapia costumam trabalhar muito com esses exercícios.

Nesse post iremos falar sobre os exercícios de Pliometria e seus benefícios diversos. Leia e compartilhe com seus amigos!

corda

Treino Pliométrico

Como dito anteriormente, a Pliometria usa ao máximo os músculos para realizar movimentos rápidos e de explosão. Essa ação em atividades de esforço rápido é muito semelhante ao comportamento das molas, que se contraem e liberam força acumulada.

A Fisioterapia usa muito os treinos pliométricos para ajudar seus pacientes. Esses exercícios têm como foco a busca da consciência pela melhor maneira de se utilizar esta impulsão de força pelos praticantes.

O treino pliométrico ajuda a aprimorar as técnicas em atividades de corrida ou salto, pois ele se apoia no trabalho de explosão e de velocidade. Mas não são apenas esses esportes que se beneficiam da Pliometria. O vôlei e o basquete também podem utilizar essa técnica.

A biomecânica do treino pliométrico tem como base criar uma reação oposta a uma ação prévia, dando maior velocidade para aproveitar a energia produzida.

O treino pliométrico não necessita da utilização de pesos, pois sua execução usufrui o peso do próprio corpo dos praticantes como sobrecarga. Isso acontece em diversas outras atividades de Fisioterapia, como o Pilates, por exemplo.

Os exercícios pliométricos mais comuns são:

  1. Parte inferior do corpo:
  • Pular corda;
  • Salto vertical;
  • Drop jump (descer de um local alto e depois saltar verticalmente);
  • Salto na caixa;
  • Afundo com salto;
  • Agachamento com salto.
  1. Parte superior:
  • Arremesso com medicine ball;
  • Flexão de braços explosiva (tirando as mãos do chão ao subir o tronco);
  • Superman ou Flexão de braços com salto horizontal (tirar pés e mãos do chão ao subir o tronco);
  • Flexão de braço batendo palmas ao subir o tronco.

aparelhagem pliometria

Muitos atletas profissionais usam o treino pliométrico por ele aumentar seu desempenho no esporte. Sendo assim, cada vez mais a Pliometria vem ganhando destaque, na mídia, nas academias de ginásticas e nos atendimentos em Fisioterapia. Esse tipo de exercício deve ser aplicado em fases intermediárias e finais de reabilitação, sempre com cautela.

Por conta do alcance dessa fama, embora o treino pliométrico seja uma maneira prática e até divertida de melhorar a forma física, muitas pessoas acabam exagerando.

Com isso, lesões podem acontecer se não forem tomadas medidas de segurança, além do uso correto da técnica e da progressão do treinamento. Sendo assim, é muito importante ter o acompanhamento de um educador físico ou um profissional de Fisioterapia durante o seu treino.

Na Otur, você encontra profissionais e especialistas que avaliarão seu caso para indicar, e realizar exercícios pliométricos para a sua pronta recuperação.

Esse post tirou suas dúvidas sobre o que é Pliometria e quais seus benefícios? Aproveite para conhecer nosso blog e ler outros artigos sobre saúde e bem estar.

Leave a Reply